Entre em contato com um de nossos especialistas!

Importante papel do sprinkler incêndio no combate ao fogo

Escrito por: Luciano Santana Rollemberg Levita

Em meio aos desafios de manter ambientes seguros contra incêndios, o sistema de sprinkler incêndio surge como um elemento vital no arsenal de prevenção e combate ao fogo. 

valor instalação elétrica industrial

Estes sistemas automáticos, capazes de detectar e controlar chamas de forma rápida e eficaz, possibilitam a proteção de propriedades, vidas e negócios. 

Com isso, representam um avanço significativo na proteção de vidas, atuando como uma linha de defesa contra o fogo descontrolado.

Neste conteúdo, exploramos em detalhes o importante papel dos sprinklers de incêndio, compreendendo seu funcionamento, tipos, eficácia e contribuição na preservação da segurança em diversas instalações.

O que é e como funciona o sprinkler incêndio

Os sistemas de sprinklers representam uma das inovações mais importantes no combate a incêndios em ambientes comerciais, industriais e residenciais. 

Esses dispositivos são projetados para detectar e controlar incêndios de forma eficaz, minimizando danos e protegendo vidas.

Mais ainda, não apenas detectam, mas também respondem de maneira ágil e eficiente, lançando mão de recursos inteligentes para minimizar os danos decorrentes do fogo. 

Para que isso seja possível em diferentes ambientes, os sprinklers funcionam como um sistema de supressão automática de incêndios. Bem como, existem diferentes tipos, incluindo os de resposta rápida e os de resposta padrão. 

Cada um tem características específicas para atender às necessidades de diferentes espaços. 

Os componentes fundamentais de um sistema de sprinklers incluem as tubulações, a válvula de controle e, é claro, os próprios sprinklers.

Como o sprinkler atua no combate a incêndios?

O sistema de sprinkler incêndio trata de dispositivos automáticos de combate a incêndios. Eles detectam o calor gerado pelo fogo e, quando ativados, liberam água ou agente extintor diretamente na área afetada. 

Cada sprinkler é acionado individualmente, apenas quando a temperatura em sua proximidade atinge um ponto pré-determinado, permitindo uma resposta localizada. 

Isso impede a propagação rápida das chamas, controlando o incêndio até a chegada dos bombeiros, minimizando danos e reduzindo os riscos à vida e à propriedade.

De forma mais específica, consistem em uma rede de tubulações conectadas a dispositivos individuais, que são acionados automaticamente quando detectam calor excessivo. 

Quando há um aumento significativo na temperatura, o elemento termossensível no sprinkler é ativado, permitindo a liberação de água sobre a área afetada.

A água liberada pelo sprinkler incêndio atua de diversas maneiras para controlar o fogo.

Primeiro, ela reduz a temperatura, limitando a propagação do incêndio. Em segundo lugar, a água ajuda a suprimir a emissão de gases inflamáveis, minimizando a chance de reignição. 

Além disso, a liberação controlada de água sobre o fogo evita a propagação para áreas adjacentes, limitando os danos e permitindo uma evacuação mais segura.

Quais são os principais tipos de sprinklers incêndio?

Existem diferentes tipos de sprinkler incêndio, cada um com características específicas para atender às necessidades de diferentes ambientes e situações. São os principais modelos:

  • Sprinklers de ação padrão;
  • Sprinklers de resposta rápida;
  • Sprinklers de altura padrão;
  • Sprinklers de altura elevada;
  • Sprinklers de resposta especial;
  • Sprinklers de pré-ação;
  • Sprinklers de borracha e vidro.

Os sprinklers de ação padrão são os mais comuns e possuem um elemento termossensível que se rompe quando a temperatura atinge um ponto pré-determinado, liberando água sobre a área afetada.

Já os de resposta rápida são mais sensíveis ao calor e respondem mais rapidamente ao aumento de temperatura, sendo ideais para áreas nas quais uma resposta mais ágil é necessária.

Os sprinklers de altura padrão e altura elevada são projetados para serem instalados em diferentes alturas, permitindo uma melhor adequação às características de diferentes ambientes.

Da mesma forma, sprinklers de resposta especial são projetados para atender a necessidades específicas, como a utilização de gases ou produtos químicos especiais para combater classes específicas de incêndio.

Por outro lado, sprinkler incêndio de pré-ação requerem a ativação de um sistema de detecção de fumaça ou calor antes de liberar água, evitando acionamentos acidentais e reduzindo os danos causados pela água.

Por fim, os sprinklers de borracha e vidro. Possuem diferentes elementos termossensíveis, como borracha ou vidro, que se deformam ou se quebram sob calor intenso, ativando o sistema de liberação de água.

A escolha do tipo de sprinkler adequado depende das características do ambiente, dos riscos específicos de incêndio e das regulamentações de segurança aplicáveis ao local. 

Cada tipo de sprinkler incêndio tem sua aplicação ideal para garantir uma resposta eficaz em caso de incêndio.

O que significam as cores dos bulbos?

As cores dos bulbos do sprinkler incêndio são um indicativo da temperatura na qual esses dispositivos são ativados.

Cada cor representa uma faixa específica de temperatura, ajudando a determinar o momento em que o sprinkler deve entrar em ação diante do calor excessivo.

Geralmente, os bulbos dos sprinklers são codificados por cores para indicar a faixa de temperatura na qual são acionados. São as principais cores:

  • Vermelho, 68ºC;
  • Amarelo, 79ºC;
  • Verde, 93ºC;
  • Azul, 141ºC.

Essa codificação permite que os instaladores identifiquem facilmente o tipo de sprinkler e a faixa de temperatura na qual ele é ativado, conforme as necessidades de cada ambiente.

Componentes de um sistema de sprinkler incêndio

Um sistema de sprinkler incêndio é composto por diversos componentes essenciais para o pleno funcionamento e devido controle do fogo. Conheça os principais componentes ao longo deste tópico.

Sprinklers

São os dispositivos responsáveis por liberar água quando detectam calor excessivo. 

Eles possuem um elemento termossensível que se rompe a uma determinada temperatura, permitindo que a água seja liberada sobre a área afetada. É o ponto focal do sistema.

Tubulações

São redes de tubos que distribuem a água dos reservatórios ou da rede pública até os sprinklers. 

Podem ser de diferentes materiais, como aço, cobre ou plástico, e são projetadas para distribuir a água de maneira eficiente e abranger toda a área protegida.

Bomba de água

Responsável por pressurizar e fornecer água ao sistema de sprinklers, de modo que a água seja distribuída com a pressão necessária para o correto funcionamento dos dispositivos.

Reservatório de água ou conexão à rede de água

Fonte de água para o sistema, podendo ser um tanque reservatório próprio ou conectado à rede pública de água.

Garante o suprimento necessário para o combate ao incêndio.

Válvulas

Controlam o fluxo de água, permitindo o funcionamento individual ou coletivo dos sprinklers.

Podem ser válvulas principais, de alarme ou de controle, permitindo a ativação individual ou coletiva dos sprinklers.

Alarme de incêndio

Detecta sinais de incêndio por meio de sensores de calor ou fumaça, acionando o sistema de sprinklers e alertando ocupantes e autoridades sobre a ocorrência.

Sistema de detecção

Sensores que identificam sinais de fumaça ou calor excessivo, acionando os sprinklers quando necessário.

Utiliza sensores, como detectores de fumaça ou calor, para identificar precocemente indícios de incêndio, possibilitando a ativação rápida e precisa do sistema de sprinklers.

Dispositivos de drenagem

Após a ativação dos sprinklers e o combate ao incêndio, esses dispositivos drenam o excesso de água para evitar danos adicionais à estrutura e aos bens.

Todos esses componentes trabalham em conjunto para detectar, controlar e extinguir incêndios de forma rápida e eficaz, minimizando danos e protegendo vidas e propriedades.

Quando é preciso utilizar e quando é exigido o sprinkler?

O uso e a exigência de sistemas de sprinkler incêndio são determinados por códigos de construção, regulamentações locais e especificidades do projeto.

Geralmente, os sprinklers são exigidos em edificações comerciais, industriais e em algumas residências de maior porte, como prédios ou casas de vários pavimentos. 

No entanto, as regulamentações podem variar de acordo com a região, o tipo de edifício e sua finalidade.

Mais ainda, a exigência de sistemas de sprinklers é frequentemente baseada em fatores como:

  • Tamanho da estrutura;
  • Número de pavimentos;
  • Ocupação do edifício;
  • Riscos de incêndio associados à atividade desenvolvida no local. 

Em muitos casos, prédios públicos, hospitais, escolas, hotéis e edifícios comerciais estão sujeitos a normas que exigem a instalação de sistemas de sprinklers para a segurança dos ocupantes e a proteção das estruturas contra incêndios.

O uso de sistemas de sprinklers também é altamente recomendado em uma ampla gama de situações, pois eles têm a capacidade de conter incêndios de forma rápida e eficiente, minimizando danos e protegendo vidas. 

Em muitos casos, mesmo onde não são obrigatórios por regulamentação, os proprietários ou construtores optam por instalar sistemas de sprinklers como medida adicional de segurança.

Projeto e laudo de inspeção dos sprinklers

O projeto de um sistema de sprinkler incêndio envolve etapas específicas para sua eficácia e conformidade com normas de segurança. 

Primeiramente, é necessário um levantamento detalhado das características do local, incluindo o tipo de estrutura, uso do espaço e possíveis riscos de incêndio. 

Com base nessas informações, são elaborados desenhos técnicos que indicam a disposição dos sprinklers, a rede de tubulações, a localização das válvulas e a fonte de água.

Além disso, é fundamental realizar cálculos hidráulicos para determinar a pressão necessária da água em cada ponto do sistema e garantir a cobertura adequada. 

Os materiais utilizados nos componentes do sistema também devem atender a padrões de qualidade e segurança.

Após a instalação do sprinkler incêndio, deve ser realizada uma inspeção completa para verificar se tudo está conforme o projeto e as normas vigentes. 

Essa inspeção inclui testes de funcionamento dos sprinklers, verificação de pressão da água, avaliação da integridade das tubulações e certificação de que todos os componentes estão em pleno funcionamento.

Já o laudo de inspeção é o documento que atesta a conformidade do sistema com as normas de segurança. 

Ele descreve todas as etapas realizadas durante o projeto, instalação e inspeção, incluindo os resultados dos testes, as condições do sistema e eventuais recomendações para manutenção ou ajustes necessários.

Vantagens dos sistemas de sprinkler incêndio

Os sprinklers oferecem uma série de vantagens significativas para as instalações, desde a preservação da estrutura até a sensação de segurança para os ocupantes.

Primeiramente, esses são sistemas acionados automaticamente, respondendo imediatamente ao calor excessivo e contendo incêndios de forma precoce, antes que se espalhem.

Por conta dessa ação ágil, controlam ou extinguem incêndios, limitando danos à propriedade, o que resulta em menor tempo de inatividade e custos de restauração.

A ação rápida e eficaz também protege vidas humanas, permitindo a evacuação segura do local e reduzindo os riscos de ferimentos graves.

O sprinkler incêndio ainda contribui para a preservação de bens materiais, equipamentos e documentos valiosos, minimizando perdas irreparáveis.

Além disso, oferecem uma camada adicional de segurança, funcionando 24 horas por dia, sem depender de intervenção humana para ativar, em caso de incêndio.

Eles ainda reduzem a propagação de chamas, controlando e extinguindo incêndios antes que se tornem incontroláveis, economizando recursos e energia.

Essas vantagens tornam os sistemas de sprinklers uma escolha confiável para a proteção contra incêndios, oferecendo não apenas a contenção precoce de incêndios, mas também a proteção das vidas.

Instalação e manutenção de sprinklers

A instalação de sistemas de sprinklers envolve etapas precisas e pode variar de acordo com o tipo de edifício e suas características.

Começa com o projeto detalhado, determinando a disposição dos sprinklers, redes de tubulações, fonte de água e demais componentes. 

Após a aprovação do projeto e a obtenção das autorizações necessárias, inicia-se a instalação propriamente dita, que requer mão de obra especializada para a correta montagem dos dispositivos e tubulações, conexão à fonte de água e testes de funcionamento.

Já a manutenção é crucial para a eficácia contínua do sistema de sprinklers. 

Isso inclui inspeções regulares para verificar se os dispositivos estão livres de obstruções, se as tubulações estão intactas e se as válvulas e alarmes funcionam corretamente.

Testes hidráulicos e funcionais são realizados para que o sprinkler incêndio responda adequadamente em caso de incêndio. Recomenda-se seguir as orientações do fabricante e as regulamentações locais para a frequência e procedimentos específicos de manutenção.

Quanto custa a instalação de sprinkler?

O custo da instalação de um sistema de sprinklers pode variar consideravelmente e é influenciado por diversos fatores. 

Esses incluem o tamanho e a complexidade do local a ser protegido, o tipo de edificação, o número de sprinklers necessários, a qualidade dos materiais e a mão de obra.

Além disso, o custo da instalação pode ser impactado por outras variáveis, como a necessidade de alterações estruturais para acomodar o sistema, a escolha de materiais mais sofisticados ou a adequação do sistema aos padrões de segurança mais rigorosos.

Assim, é fundamental consultar um profissional qualificado para avaliar o local e suas necessidades específicas, permitindo assim a obtenção de um orçamento preciso e detalhado para a instalação do sistema de sprinklers.

Solicite um projeto de sprinklers para redução de danos

Solicitar um projeto de sprinklers profissional é crucial para reduzir danos em caso de incêndio. 

Esses projetos são desenvolvidos por especialistas que consideram minuciosamente as características do local, identificam os riscos específicos e projetam um sistema adaptado às necessidades de segurança do ambiente.

Um projeto profissional de sprinkler incêndio assegura a instalação adequada do sistema, de modo que estejam posicionados estrategicamente para cobrir toda a área, reduzindo o tempo de resposta em caso de incêndio. 

Além disso, um sistema bem planejado minimiza o risco de falhas e assegura uma distribuição eficaz da água, contribuindo para controlar ou extinguir o fogo de forma rápida e direcionada.

A Levita Engenharia é reconhecida por sua excelência em laudos e serviços de engenharia. 

Com mais de 30 anos de experiência, a empresa se destaca na implementação e manutenção de sistemas de sprinkler incêndio, promovendo sua segurança e conformidade com as normas vigentes.

Para isso, a Levita Engenharia oferece serviços especializados, desde a elaboração de laudos técnicos até a execução e manutenção de sistemas de sprinklers, sempre com foco na segurança e qualidade.

Com um histórico comprovado de entrega de soluções eficientes e confiáveis, a Levita Engenharia se tornou referência no mercado, sendo a escolha ideal para empresas que buscam soluções de engenharia de excelência.

Por isso não perca mais tempo. Entre em contato conosco para garantir a segurança e eficiência dos sistemas de prevenção de incêndios em sua propriedade.


Sobre o autor

Luciano Santana Rollemberg Levita é Sócio-Administrador na Levita Engenharia há mais de 5 anos e escreve conteúdos para auxiliar os visitantes do blog em suas dúvidas e questionamentos sobre área de desenvolvimento de projetos de incêndio e licenciamento ambiental.

Redes Sociais:


  • Salvador
  • Feira de Santana
  • Vitória da Conquista
  • Camaçari
  • Itabuna
  • Juazeiro
  • Lauro de Freitas
  • Ilhéus
  • Jequié
  • Teixeira de Freitas
  • Alagoinhas
  • Barreiras
  • Porto Seguro
  • Simões Filho
  • Paulo Afonso
  • Eunápolis
  • Santo Antônio de Jesus
  • Valença
  • Candeias
  • Guanambi
  • Jacobina
  • Serrinha
  • Senhor do Bonfim
  • Dias d'Ávila
  • Luís Eduardo Magalhães
  • Itapetinga
  • Irecê
  • Campo Formoso
  • Casa Nova
  • Brumado
  • Bom Jesus da Lapa
  • Conceição do Coité
  • Itamaraju
  • Itaberaba
  • Cruz das Almas
  • Ipirá
  • Santo Amaro
  • Euclides da Cunha