Entre em contato com um de nossos especialistas!

Entenda tudo sobre projeto elétrico residencial e comercial

Escrito por: Luciano Santana Rollemberg Levita

O projeto elétrico é um componente fundamental na concepção e execução de instalações elétricas em ambientes residenciais e comerciais.  Esses projetos visam a segurança, eficiência e funcionalidade dos sistemas elétricos, atendendo às necessidades específicas de cada espaço.

valor instalação elétrica industrial

Desde a concepção até a execução, o projeto elétrico é um elemento-chave que envolve detalhes específicos para o funcionamento adequado de todos os sistemas elétricos. 

Nesse sentido, compreender todos os aspectos que envolvem um projeto elétrico é essencial para a eficiência energética, a segurança das instalações e a otimização dos recursos disponíveis. 

E, se você deseja entender mais sobre essa estrutura importante para a eficiência dos seus espaços, continue conosco. Neste texto vamos explorar todos os detalhes que envolvem essa importante etapa na construção ou reforma de residências e ambientes comerciais.

O que define o projeto elétrico?

O projeto elétrico é um documento técnico que planeja e organiza toda a distribuição e instalação dos sistemas elétricos em uma construção, seja residencial, comercial ou industrial. 

Ele detalha a disposição dos pontos de energia, iluminação, tomadas, interruptores, eletrodomésticos, além de considerar a segurança, normas técnicas e padrões estabelecidos.

Essencial para a eficiência energética e a segurança do local, o projeto elétrico é a base para a correta instalação e funcionamento dos sistemas elétricos, garantindo a integridade dos equipamentos. Mais ainda, possibilita processos de manutenção e expansão mais eficientes.

Esse documento ainda possibilita a prevenção de acidentes e possibilita a otimização do consumo de energia. 

Ainda é preciso considerar que sua elaboração é um requisito legal em muitos países, assegurando que a construção atenda aos padrões estabelecidos por normas de segurança e regulamentações específicas do setor elétrico.

Projeto elétrico simples e completo: qual a diferença?

Um projeto elétrico simples geralmente abrange uma visão mais básica e limitada da distribuição elétrica do local.

Ele pode contemplar apenas aspectos como a disposição dos pontos de luz, tomadas e interruptores, sem detalhar a fiação, dimensionamento dos condutores, dispositivos de proteção, entre outros elementos técnicos.

Já um projeto elétrico completo é mais abrangente e detalhado. 

Além de contemplar todos os aspectos básicos do projeto elétrico simples, ele engloba informações mais detalhadas e técnicas, como:

  • Especificações precisas dos materiais a serem utilizados;
  • Cálculos de carga elétrica;
  • Dimensionamento de condutores;
  • Dispositivos de proteção contra sobrecargas e curtos-circuitos;
  • Diagramas unifilares;
  • Planta baixa.

Ou seja, conta com todas as informações necessárias para a execução correta da instalação elétrica.

Dessa forma, a diferença fundamental está na profundidade e no nível de detalhamento técnico oferecido por cada tipo de projeto, sendo o completo mais abrangente para oferecer uma visão completa do sistema elétrico a ser implementado.

Tipos de Projeto Elétrico: Residencial, Comercial e Industrial

Os projetos elétricos são fundamentais para a segurança e eficiência dos sistemas elétricos em variados tipos de edificações. 

E, para atender a diferentes necessidades desses espaços, existem diferentes tipos de projetos elétricos, cada um com características específicas para atender às necessidades particulares de diversos ambientes e estruturas.

Projeto elétrico residencial

Este tipo de projeto é voltado para residências e apartamentos. 

Ele engloba o dimensionamento e distribuição de circuitos elétricos para atender às demandas dos ambientes, considerando iluminação, tomadas, equipamentos eletrodomésticos e sistemas de segurança, entre outros. 

A segurança é primordial, garantindo a proteção contra sobrecargas e curtos-circuitos.

Seu objetivo é assegurar o devido funcionamento dessas instalações e até mesmo proporcionar mais conforto para o moradores.

Projeto elétrico comercial

Destinado a estabelecimentos comerciais, como lojas, escritórios e pequenos empreendimentos. 

Esse projeto considera não apenas a distribuição de energia para iluminação e tomadas, mas também demandas específicas, como sistemas de ar condicionado, equipamentos de informática, sistemas de segurança e comunicação.

Projeto elétrico industrial

Este é um projeto complexo e detalhado, projetado para indústrias. 

Ele abrange desde o dimensionamento de maquinários pesados até sistemas de automação, com considerável atenção à eficiência energética e segurança, já que envolve equipamentos de alta potência e processos industriais complexos.

Projeto elétrico de sistemas especiais

Além dos projetos convencionais, há também os projetos voltados para sistemas especiais, como sistemas de energia solar, sistemas de emergência, sistemas de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA), entre outros. 

Esses sistemas exigem um conhecimento técnico mais específico e podem ser integrados aos projetos principais.

Projeto elétrico de iluminação

O projeto elétrico de iluminação é uma parte essencial de qualquer projeto elétrico, pois tem o objetivo de criar ambientes bem iluminados, funcionais e esteticamente agradáveis.

Ele envolve uma série de etapas para a qualidade da iluminação em um espaço. E, para isso, considera mais especificamente o sistema de iluminação mais adequado para os espaços.

Projeto elétrico de segurança

O projeto elétrico de segurança é crucial para prevenir acidentes, garantir a integridade das instalações elétricas e proteger as pessoas e os equipamentos contra riscos. 

Esse tipo de projeto é altamente focado na implementação de medidas de segurança para evitar incidentes como choques elétricos, curtos-circuitos, incêndios e danos aos equipamentos.

Uma das partes fundamentais desse projeto é a análise minuciosa dos riscos elétricos presentes no ambiente. Isso envolve identificar áreas sensíveis, equipamentos críticos, condições que possam gerar sobrecargas ou curtos-circuitos.

Projeto elétrico de subestações de energia

O projeto elétrico de subestações de energia é um componente crucial para a transmissão e distribuição de energia elétrica em larga escala. 

Essas subestações desempenham um papel vital na interconexão entre diferentes níveis de tensão na rede elétrica, permitindo a transmissão eficiente e segura da eletricidade.

Esse projeto começa com uma análise detalhada das demandas de energia da região atendida e das características do sistema elétrico. 

Isso inclui considerar a capacidade de carga atual e futura, a distância de transmissão e os equipamentos necessários para atender às demandas de transformação, controle e proteção.

Projeto de reforma elétrica e retrofit elétrico

Tanto o projeto de reforma elétrica quanto o retrofit elétrico são fundamentais para atualizar e melhorar as instalações elétricas existentes, promovendo segurança, eficiência e conformidade com as normas atuais.

O projeto de reforma elétrica está relacionado à modernização ou melhoria das instalações elétricas já existentes em uma estrutura.

Isso pode incluir a substituição de fiação antiga, a atualização de painéis de distribuição, a troca de dispositivos de proteção obsoletos e a implementação de novos padrões de segurança. 

A análise prévia do sistema existente é crucial para identificar áreas de risco, deficiências ou falta de conformidade com as regulamentações atuais.

Projeto as built

É uma representação detalhada e precisa das instalações elétricas, geralmente elaborada após a conclusão da construção ou reforma de um edifício. 

Ele reflete fielmente como a estrutura foi construída, capturando todas as mudanças, ajustes e adições que podem ter ocorrido durante o processo de construção.

Esse tipo de projeto é essencial porque nem sempre as construções seguem exatamente os planos originais. 

Durante a execução da obra, podem surgir ajustes, modificações e adaptações para lidar com desafios específicos do local, materiais disponíveis ou outras variáveis. 

O projeto "as built" documenta essas mudanças, fornecendo um registro preciso e atualizado das instalações elétricas reais.

Projeto de SPDA

O Projeto SPDA é um conjunto de medidas preventivas destinadas a proteger estruturas, equipamentos e pessoas dos efeitos das descargas atmosféricas, os raios.

Esse projeto é essencial para minimizar danos causados por raios, como incêndios, danos estruturais e perigos elétricos.

O SPDA consiste em uma rede de captores, condutores de descida, dispositivos de condução e aterramento. 

Independentemente do tipo, todos os projetos elétricos devem ser elaborados por profissionais qualificados, seguindo as normas técnicas vigentes e considerando aspectos de segurança, funcionalidade e eficiência energética. 

É crucial também realizar manutenções periódicas para garantir a durabilidade e o bom funcionamento dos sistemas elétricos implementados.

O que é necessário para fazer um projeto elétrico?

Um projeto elétrico requer uma série de passos fundamentais para  proporcionar um sistema funcional, seguro e alinhado com as necessidades específicas do local em questão. 

Para começar, é crucial realizar um levantamento detalhado das demandas de energia, considerando o tipo de estrutura (residencial, comercial ou industrial), a quantidade de dispositivos elétricos a serem utilizados e as normas técnicas aplicáveis.

A partir desse levantamento, o projeto elétrico engloba a definição da distribuição dos pontos de energia, tomadas, iluminação e demais componentes elétricos. 

Confira no próximo tópico os principais componentes de um projeto elétrico.

Componentes cruciais no projeto elétrico

Os principais componentes de um projeto consistem em dispositivos essenciais para o devido funcionamento. E, nesse sentido, destacam-se:

  • Diagrama unifilar: representa graficamente a estrutura do sistema elétrico, mostrando os componentes principais, como transformadores, quadros de distribuição, circuitos e dispositivos de proteção.
  • Quadro de distribuição: centro de controle do sistema elétrico, no qual os circuitos são distribuídos e protegidos por disjuntores ou fusíveis. Ele determina como a eletricidade será distribuída por toda a estrutura.
  • Circuitos elétricos: caminhos pelos quais a eletricidade percorre. Eles incluem os cabos, fios, interruptores e tomadas que conduzem a eletricidade de um ponto a outro na estrutura.
  • Dispositivos de proteção: componentes fundamentais para garantir a segurança do sistema, como disjuntores, dispositivos de corrente residual (DR), fusíveis e para-raios. Eles interrompem o fluxo de eletricidade em situações de sobrecarga ou curto-circuito, prevenindo danos e riscos.
  • Iluminação: o projeto elétrico contempla o planejamento da iluminação, que envolve a escolha adequada de lâmpadas, luminárias e dispositivos de controle, como interruptores e sensores, para proporcionar iluminação eficiente e adequada aos diferentes ambientes.
  • Aterramento: é essencial para garantir a segurança, desviando correntes indesejadas para o solo de maneira controlada e prevenindo riscos de choques elétricos.
  • Normas: todo o projeto elétrico deve seguir as normas técnicas e regulamentações específicas do setor  para a conformidade e a segurança do sistema.

Em resumo, um projeto elétrico envolve uma análise detalhada das necessidades de energia, a definição dos componentes e circuitos elétricos necessários, a seleção adequada de dispositivos de proteção e a adesão rigorosa às normas técnicas para garantir a segurança, eficiência e conformidade do sistema elétrico.

Etapas e processo de elaboração do projeto elétrico

A elaboração de um projeto elétrico passa por diversas etapas fundamentais para a eficiência e a segurança do sistema.

A primeira etapa consiste em coletar dados relevantes sobre a estrutura a ser eletrificada. Isso inclui informações sobre o tipo de edificação, bem como:

  • Necessidades específicas de energia;
  • Layout dos espaços;
  • Demanda por iluminação;
  • Equipamentos elétricos.

Com base nas informações levantadas, é feita uma análise detalhada das cargas elétricas esperadas, considerando tanto a carga prevista para iluminação quanto para tomadas e equipamentos específicos.

Isso determina a capacidade necessária do sistema e a distribuição adequada da energia.

O diagrama unifilar é então elaborado, representando graficamente a estrutura do sistema elétrico, mostrando a conexão entre os componentes principais, como transformadores, quadros de distribuição, circuitos e dispositivos de proteção.

Também deve ser feito o planejamento detalhado da distribuição dos pontos de energia, tomadas, interruptores e iluminação, levando em consideração a funcionalidade e a segurança dos ambientes.

Já com base na carga prevista, são dimensionados os cabos, fios e equipamentos necessários para suportar a corrente elétrica com segurança e eficiência. 

Por fim, são escolhidos e dimensionados os dispositivos de proteção adequados, como disjuntores, fusíveis, dispositivos de corrente residual (DR) e para-raios, para a segurança do sistema e para prevenir sobrecargas.

Normas que regulamentam os projetos elétricos

Os projetos elétricos são regulamentados por um conjunto de normas técnicas que visam a segurança, a eficiência e a qualidade das instalações elétricas. No Brasil, algumas das normas mais importantes são:

 

  • NBR 5410: estabelece as condições mínimas necessárias para projetos, execução e manutenção de instalações elétricas de baixa tensão. Abrange aspectos como proteção contra choques elétricos, dimensionamento de condutores, dispositivos de proteção.
  • NBR 5419: regulamenta o projeto e a instalação de sistemas de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA), abordando aspectos como dimensionamento dos captadores, condutores de descida, aterramento e dispositivos de proteção.
  • NBR 14039: trata das instalações elétricas de média tensão, estabelecendo diretrizes para o projeto, execução, operação e manutenção desses sistemas. Contempla aspectos como proteção, isolamento, aterramento e dispositivos de manobra.
  • NBR 5413 e NBR 5412: referem-se à iluminação em ambientes internos e externos, respectivamente, abordando critérios de projeto para proporcionar iluminação adequada, eficiente e confortável.

 

Além das normas técnicas, existem regulamentos complementares de órgãos como o INMETRO, ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) e normas de concessionárias de energia, que definem critérios adicionais para projetos elétricos.

Benefícios do projeto elétrico

Um dos principais benefícios é a garantia de um sistema elétrico seguro e com dispositivos de proteção adequados para prevenir choques elétricos, incêndios e outros riscos elétricos.

Projetos elétricos alinhados com normas técnicas e regulamentações asseguram a conformidade legal, evitando problemas legais e garantindo que a instalação esteja dentro dos padrões estabelecidos.

Um projeto elétrico bem planejado e dimensionado ainda contribui para o uso mais eficiente da energia, reduzindo desperdícios e custos operacionais. Eles também consideram a escolha de materiais de qualidade e a correta especificação dos equipamentos, o que contribui para a durabilidade e a vida útil prolongada das instalações elétricas.

Projetos elétricos bem elaborados e com tais registros também facilitam a identificação e a resolução de problemas, tornando a manutenção mais fácil, rápida e eficaz.

Por outro lado, os impactos de não realizar um projeto elétrico adequado podem ser significativos, como:

  • Riscos à segurança;
  • Não conformidade com regulamentos;
  • Desperdício de recursos;
  • Redução da vida útil dos equipamentos;
  • Dificuldades de manutenção e identificação de falhas.

Assim, a elaboração de um projeto elétrico adequado traz uma série de benefícios que vão desde a segurança até a eficiência energética, enquanto a ausência desse projeto pode resultar em diversos problemas que impactam a segurança, a conformidade legal e a eficiência das instalações elétricas.

Quem são os profissionais responsáveis por um projeto elétrico?

Os projetos elétricos são elaborados por uma equipe multidisciplinar de profissionais especializados na área. 

Os engenheiros eletricistas desempenham um papel central nesse processo, trazendo expertise técnica e conhecimento específico para conceber e planejar sistemas elétricos complexos. 

Eles são responsáveis por liderar o desenvolvimento do projeto, desde a análise das necessidades do local até a elaboração dos diagramas e especificações detalhadas. 

Trabalham em conjunto com técnicos em eletrotécnica, que colaboram na execução prática do projeto, garantindo a correta implementação das instalações. 

Os projetistas elétricos, por sua vez, contribuem com suas habilidades técnicas, desenhando detalhes específicos do projeto e fornecendo especificações detalhadas. 

Além disso, especialistas em normas técnicas asseguram a conformidade do projeto com regulamentos e padrões estabelecidos. 

A colaboração harmoniosa entre esses profissionais é fundamental para criar um projeto elétrico seguro e em conformidade com as exigências legais.

A Levita Engenharia é uma empresa especializada no setor e com um corpo laboral formado por profissionais capacitados e de diversas áreas elétricas.

Por isso, a empresa se destaca pela excelência na concepção e execução de projetos elétricos, oferecendo soluções personalizadas e seguras para seus clientes.

Com mais de 30 anos de experiência, a Levita Engenharia possui uma equipe qualificada e comprometida em proporcionar projetos elétricos de alta qualidade. Com isso, mantém um compromisso sólido com a excelência e a inovação, atendendo às demandas de projetos elétricos com eficiência e confiabilidade.

Quando se trata da segurança e eficiência de projetos elétricos, confiar na expertise da Levita Engenharia é a escolha certa.

Entre em contato conosco para obter soluções personalizadas e seguras para suas instalações elétricas!


Sobre o autor

Luciano Santana Rollemberg Levita é Sócio-Administrador na Levita Engenharia há mais de 5 anos e escreve conteúdos para auxiliar os visitantes do blog em suas dúvidas e questionamentos sobre área de desenvolvimento de projetos de incêndio e licenciamento ambiental.

Redes Sociais:


  • Salvador
  • Feira de Santana
  • Vitória da Conquista
  • Camaçari
  • Itabuna
  • Juazeiro
  • Lauro de Freitas
  • Ilhéus
  • Jequié
  • Teixeira de Freitas
  • Alagoinhas
  • Barreiras
  • Porto Seguro
  • Simões Filho
  • Paulo Afonso
  • Eunápolis
  • Santo Antônio de Jesus
  • Valença
  • Candeias
  • Guanambi
  • Jacobina
  • Serrinha
  • Senhor do Bonfim
  • Dias d'Ávila
  • Luís Eduardo Magalhães
  • Itapetinga
  • Irecê
  • Campo Formoso
  • Casa Nova
  • Brumado
  • Bom Jesus da Lapa
  • Conceição do Coité
  • Itamaraju
  • Itaberaba
  • Cruz das Almas
  • Ipirá
  • Santo Amaro
  • Euclides da Cunha